2016/07/25

Cartilha "Cooperativismo e Eleições"

Um bom material que pode gerar informações e tirar dúvidas de muita gente.
Acesse:
http://www.brasilcooperativo.coop.br/site/brasil_cooperativo/index.asp

2016/07/20

Cooperativas estão entre as Melhores & Maiores do país

Revista Exame apresenta ranking das empresas brasileiras, segundo seus resultados, e, novamente, mostra a força do cooperativismo.

Brasília – O desempenho das cooperativas foi – mais uma vez – destaque no anuário “Melhores & Maiores: as 1000 maiores empresas do Brasil”, divulgado sempre no mês de julho pela revista Exame. A publicação especial ranqueia os destaques de vários segmentos da economia, segundo seus resultados. O periódico listou dezenas de cooperativas, entre as empresas que tiveram o melhor desempenho em 2015. (Clique aqui para ver as listas)
 
Cooperativas de cinco ramos de atividade econômica (Agropecuário, Crédito, Saúde, Consumo e Transporte) aparecem na revista Exame, demonstrando sua força, capacidade de gerar emprego, renda e desenvolvimento e, acima de tudo, sua competitividade.
 
De Norte a Sul do país, elas contribuem para organizar 12,7 milhões de brasileiros em 6,5 mil empreendimentos cooperativos, gerando, ainda, 365 mil postos diretos de trabalho.
 
Na região Sul, por exemplo, onde a prática cooperativista é mais antiga no país, as cooperativas que reúnem milhares de produtores familiares são referência na produção de alimentos. Em outras partes do Brasil, como nas regiões Norte e Nordeste, o movimento cooperativista tem mobilizado um número cada vez maior de pessoas e conta ainda com um espaço potencial para expandir suas ações, inserindo os cooperados tanto econômica quanto socialmente.
 
“O cooperativismo é, assim, um modelo de negócios naturalmente democrático, no qual todos têm papeis importantes. Aliás, o sucesso da gestão está justamente nisso: os associados são donos do negócio, com direito a voto e à voz ativa. Para impulsionar ainda mais o movimento e, logicamente, o cooperado que faz dele um mecanismo alternativo, visando maximizar a sua renda, é também fundamental investir na profissionalização da gestão”, comenta Márcio Lopes de Freitas, presidente do Sistema OCB.
 
NÚMEROS – Em todo país, cerca de 50 milhões de pessoas estão ligadas ao movimento cooperativista. Em relação aos dados mundiais, os últimos números da Aliança Cooperativa Internacional apontam para 1 bilhão de pessoas ligadas ao cooperativismo, direta ou indiretamente, e 250 milhões empregos gerados por cooperativas e seus processos.
 
PUBLICAÇÃO – Criado há 42 anos pela Editora Abril, o anuário tornou-se o mais amplo e confiável retrato do ambiente empresarial brasileiro. O levantamento está fundamentado no balanço do exercício 2015 e em base de dados oficiais.
 
As empresas ranqueadas foram avaliadas conforme critérios de excelência empresarial, desenvolvidos pelo ranking Melhores&Maiores: uma ponderação de resultados obtidos em crescimento das vendas, lucro, patrimônio, rentabilidade, capital circulante líquido, liquidez geral, endividamento, riqueza criada, número de empregados, riqueza criada por empregado, controle acionário e EBITDA, abreviatura da expressão inglesa que significa lucro antes de descontar os juros, os impostos sobre o lucro, a depreciação e a amortização.
 
Fonte: brasilcooperativo.coop.br

2016/07/19

STF suspende decisão da Justiça do Rio que bloqueou WhatsApp

O STF (Supremo Tribunal Federal) suspendeu liminarmente a decisão de bloqueio do aplicativo WhatsApp. O presidente Ricardo Lewandowski determinou o reestabelecimento imediato do serviço de mensagens.

Lewandowski considerou a decisão da juíza de Duque de Caxias desproporcional e disse que "a suspensão do serviço aparentemente viola o preceito fundamental da liberdade de expressão e comunicação (artigo 5º, inciso IX, da Constituição Federal) e a legislação de regência sobre a matéria."

A decisão foi em resposta a uma ação do PPS, que já tinha entrado na Justiça outras vezes contra o bloqueio por acreditar que ele ofende o direito à liberdade de comunicação. O PR  (Partido da República) também entrou com um pedido de medida cautelar para que o STF suspenda bloqueios a aplicativos de mensagens como o WhatsApp enquanto o Supremo não decidir sobre a constitucionalidade das regras que fundamentam os pedidos judiciais.

Entenda o caso

Nesta terça-feira (19),a juíza Daniela Barbosa de Souza, da 2ª Vara Criminal da Comarca de Duque de Caxias, decidiu bloquear o aplicativo. Essa é a terceira vez que o aplicativo fica fora do ar no país por não cumprir ordens judiciais: as outras duas foram em dezembro de 2015 e maio de 2016. O bloqueio será até que a empresa cumpra as determinações da Justiça. Usuários das principais operadoras já não estão conseguindo enviar mensagens.

O pedido da Justiça do Rio de Janeiro é para que o serviço intercepte mensagens de envolvidos em crimes na região, mas, após três notificações, o Facebook não atendeu aos pedidos, diz a decisão. Então, a juíza pede que o aplicativo desvie mensagens antes da criptografia ou então desenvolva tecnologia para quebrar a criptografia. A multa para o Facebook pelo não cumprimento é de R$ 50 mil por dia.

http://tecnologia.uol.com.br/noticias/redacao/2016/07/19/stf-suspende-decisao-da-justica-do-rio-que-bloqueou-whatsapp.htm

Justiça do Rio manda bloquear WhatsApp

Facebook recusou ceder informações para uma investigação policial.
Operadoras de telefonia foram notificadas para suspender acesso ao app.

A Justiça do Rio de Janeiro decidiu que o WhatsApp seja bloqueado em todo o Brasil, informou a GloboNews nesta terça-feira (19). As empresas de telefonia foram notificadas após o Facebook se recusar a cumprir uma decisão judicial para fornecer informações para uma investigação policial.

http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2016/07/whatsapp-deve-ser-bloqueado-decide-justica-do-rio.html

2016/07/14

Sicoob Fluminense: 18 anos de sucesso


Com um coquetel, distribuição de brindes, sorteio de prêmios em dinheiro para quem contratou algum tipo de serviço ou produto no dia e confraternização entre direção, colaboradores, associados e familiares, o Sicoob Cred Rio Norte/Sicoob Fluminense, comemorou nesta quinta-feira, dia 14, de forma antecipada, a passagem de seu 18.º aniversário de fundação, que ocorrerá neste sábado, dia 16 de julho. A confraternização também pode ser acompanhada em tempo real pela internet.

O evento, informal, organizado na área externa da sede da cooperativa, na rua Dr. Siqueira, 278, foi, na verdade, marcado pela emoção principalmente das pessoas que acompanharam e ainda acompanham o desenvolvimento da instituição desde a sua criação, dentro da antiga Escola Técnica Federal de Campos, hoje IFFluminense.
Membros do grupo dos 26 primeiros sócios, que viabilizou a criação do Sicoob Fluminense, conselheiros e diretores foram unânimes em lembrar as dificuldades enfrentadas “ao longo de um árduo caminho”, que passaram pela dificuldade inicial de conquista de novas adesões ao funcionamento em locais bem diferentes da moderna e confortável sede própria atual da cooperativa.
Da mesma forma, todos enfatizaram o empenho daqueles envolvidos no processo de criação e manutenção da instituição, assim como a importância que o Sicoob Fluminense tem hoje, na medida em que é a única cooperativa de crédito de livre admissão do estado do Rio de Janeiro, com mais de seis mil sócios e agências em diversas cidades da região, além de Campos e da cidade do Rio de Janeiro.